Eventos

“Cego é quem tem medo de ousar” disse Bracher

A energia de Vracher fluiu nas pinceladas junto a 80 alunos cegos e surdos da rede pública de Brasília. No  evento  “Arte e Cortes”, na terça-feira (17),  o artista pintou  dois quadros especiais com  a ajuda das crianças, que também criaram seus próprios quadros com a orientação dos guias de sinais e professores.. Um quadro  pintado pela manhã, fez  homenagem aos “200 Anos da Independência do Brasil”. O outro, à tarde, homenageou a “Brasília 62 Anos”.

A aluna Silvia Coelho que tocou o pincel conduzido junto com o artista disse que sentiu “a tela vibrando com as pinceladas”. O aluno Pedro Neves descobriu que a ” tinta é macia contra a tela que é dura”. E Maria Helena quer continuar com a experiência, pois disse que ” viajou no tempo em que era bem pequena e imaginou tudo”. Bracher amou a experiência e disse ” cego é quem tem medo de ousar. A pintura vem da alma, do coração e não dos olhos”.

A ação de inclusão social é uma iniciativa da Secretária de Educação do DF, Hélvia Paranaguá, e da diretora da escola Kingdom School, Alice Simão, com apoio de Silvestre Gorgulho e realização do Ateliê Casa Bracher.

Bracher também é escultor. O artista plástico apresentará em Brasília o projeto de uma escultura do calculista e poeta Joaquim Cardozo a ser fixada na Esplanada dos Ministérios.

Blima Bracher

Blima Bracher é jornalista, formada pela UFMG e Engenheira Civil. Trabalhou dez anos em TV como repórter e aprsentadora na Globo e Band Minas. Foi Edutora da Revista Encontro e Encontro Gastrô. Escritora, cineasta e cronista premiada.

Posts Recentes

Thank you for trying AMP!

We have no ad to show to you!