Blima Bracher

EU

Sou formada em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pela UFMG e em Engenharia Civil pela UFOP. Fiz ainda curso de extensão para Atores na UFOP.

Comecei minha vida profissional na TV, onde fiquei por dez anos. Fui repórter na Rede Minas em Belo Horizonte; repórter e apresentadora da Globo; e repórter de rede e apresentadora da Band, com inserções diárias no Jornal da Band, Brasil Urgente e Jornal da Noite.

Fui editora chefe da Revista Encontro, onde também atuei como repórter; titular da coluna de gastronomia Na Mesa; editora da revista Encontro Gastrô; e repórter do programa Encontro no Ar, exibido nos aeroportos do Brasil pela Fly TV.

Dirigi vários filmes documentários, entre eles: “Âncoras aos Céus” (exibido no Cineop e no Canal Brasil); “Das letras às Estrelas”; “Bracher: Pintura & Permanência (exibido na 18ª Mostra de Cinema de Tiradentes); e “Ouro Preto – Olhar Poético”, realizado pela Lei de Incentivo à Cultura do Governo Federal, via lei Rouanet, com patrocínio da Vale e TBE e exibido pela TV Senado e Festival Cine Vila Rica.

Filmes e Livros

Diretora e roteirista do filme Assim na terra como no céu, de 2005

Diretora e roteirista do filme Âncoras aos céus, de 2007- Premiado  no 4º CINEOP e comprado pelo Canal Brasil

Diretora e roteirista do filme JK: das letras à estrelas , de 2013 – comemorativo dos 50 anos do Sinduscon Brasília

Diretora e roteirista do filme Bracher: Pintura & Permanência, de 2014 – exibido nas exposições nos CCBBs de Belo Horizonte, São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília e Centro Cultural Usiminas, em Ipatinga, MG. O filme foi premiado na 18ª Mostra de Cinema de Tiradentes. A exposição Bracher: Pintura & Permanência foi a recordista em público, de um artista brasileiro,  nos CCBBs, alcançando 455 mil visitantes

Pesquisadora e arquivista da exposição Bracher: Pintura & Permanência, 2014 e 2015, em cartaz nos CCBBs de Belo Horizonte, São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília e Centro Cultural Usiminas, em Ipatinga, MG

Diretora e roteirista do filme Ouro Preto – Olhar Poético, de 2015- aprovado pela Lei Rouanet com patrocínio da Vale e TBE

Pesquisadora do livro Ouro Preto – Olhar Poético, 2010, Editora Graphar

Fotógrafa do Livro Bracher – Brasília, de 2007, Editora Rona

Pesquisadora do Livro Bracher, de 2013, Editora Nicolai (Alemanha). Lançado na Feira de Frankfurt, na Alemanha, patrocinado pelo Confederação Nacional da Indústria (CNI) 

Realiza pesquisa iconográfica, cultural e histórica sobre o Castelinho dos Bracher, tendo catalogadas, em acervo, cerca de 6.000 obras do acervo familiar, tendo sido colaboradora das teses de Doutorado de Cláudia Mattos, na UFRJ;  e de Mestrado de Ana Gamarano, na UFJF 

Prêmios

Foi premiada com o filme Âncoras aos céus, pelo 4º CINEOP, da Universo Produções

Na 18ª Mostra de Cinema de Tiradentes foi premiada com o filme Bracher: Pintura & Permanência 

Em 2017, obteve o Prêmio da Academia Juizforana de Letras com a crônica O Castelinho Bem-assombrado 

Em 2018, ganhou o Prêmio Nacional SESC de Literatura, categoria Crônicas Rubem Braga, considerado o mais importante do país, com a crônica Ouro em Minas, Cana na Bahia 

Também em 2018,  obteve prêmio da Revista Pincaro de Literatura, com a crônica Me Desculpa, Tiradentes.

Contato

Rua Claudio Manoel 735/ 504

Whatsapp: (31) 98389-3066

blimabracher@gmail.com