Blima Bracher

Mais antigo teatro em atividade da América Latina, Casa da Ópera, em Ouro Preto vai trazer MPB a preços populares

Quem é ouro-pretano sabe o quanto a Casa da Ópera é importante para a cultura local. Nosso Teatro Municipal é também muito apreciado pelos turistas como um relicário vivo, já que é a mais antiga casa de espetáculos em atividade da América Latina. Localizado ao lado da Igreja do Carmo, no imponente Morro de Santa Quitéria, o casarão histórico interrompeu suas atividades por um tempo, o que deixou turistas e nativos na expectativa de uma reabertura e retomada das intensas atividades culturais que sempre marcaram o espaço.

A Secretaria Municipal de Turismo, Indústria e Comércio aprovou o projeto “Música na Casa da Ópera” que vai trazer grandes nomes da Música Popular Brasileira (MPB) para se apresentarem no espaço em 2017. Ainda neste primeiro semestre haverá um show com o cantor João Bosco.

Datado de 1770, o teatro vai receber oito shows de artistas da cena nacional, sobretudo, os novos nomes da música brasileira. Inicialmente, será uma edição por mês a preços populares. O intuito é aproveitar o novo momento do teatro para a continuidade de fruição artística na cidade e região. Para o secretário de Turismo de Ouro Preto, Felipe Guerra, “trata-se de fortalecer a parceria da Cultura com o Turismo e dar oportunidade à nossa comunidade de assistir de perto grandes nomes da nossa música, além de colocar este importante ícone do acervo barroco mais uma vez em evidência nacional”.
O secretário de Cultura e Patrimônio, Zaqueu Astoni, responsável pela gestão da Casa da Ópera, lembra a importância de se fazer com que a população se aproprie do teatro. Espetáculos de grande vulto apresentam a casa à população, que volta para assistir novas peças. Para Zaqueu, a população de Ouro Preto tem a arte, cultura, religiosidade e a história em seu sangue. Zaqueu parabenizou a iniciativa do secretário Felipe Guerra, que fomenta a Cultura e também o Turismo em um dos espaços mais nobres da arte brasileira.

O Teatro Municipal ficou fechado para reforma por aproximadamente dois anos e meio. Zaqueu explica ainda que, como uma casa do século XVIII, o teatro passa por permanentes trabalhos de manutenção, como descupinização e outras reformas. O próximo passo será o restauro da boca de cena com recursos oriundos do Fundo de Preservação do Patrimônio Histórico e Cultural de Ouro Preto – Funpatri.

Foto: Marcelo Tholedo

Com:

#blimabracher @blimabracher

#blimabracher @blimabracher

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Categorias:
Pelo Mundo