Blima Bracher

Dificuldades em alcançar objetivos? Pode ser desequilíbrio de energias

“ Meu santo não bateu com o dele”,    “este lugar me dá calafrios, “nada vinga aqui porque  tem carranca de burro enterrada…” Você, provavelmente,  já ouviu uma dessas  expressões, muito  comuns no  interior.  Mas,  o que para muitos não passa de crendice popular, para alguns estudiosos encontra sentido numa palavra: energia.

Na sua definição física mais básica, energia é a capacidade de gerar trabalho ou calor.    Da mesma forma que o sol irradia energia, todos os corpos estão em constante troca  energética  entre si e com o universo ao redor ( ver lei da Termodinâmica no quadro).  Os estudiosos  acreditam poder captar esta energia, através da Radiestesia (radius = raio, em latim, aisthesis = percepção, em grego). Esta ciência milenar  se constitui, justamente, na capacidade que algumas pessoas têm  de perceber ,  detectar e qualificar com instrumentos, ou sem eles, a   energia  irradiada pelos seres, pelas coisas e pela Terra.

Foi aos sete anos de idade que Dalila Araújo teve contato pela primeira vez com a Radiestesia. O pai buscava lençóis de água subterrâneos com a ajuda de um pêndulo. Curiosa, a menina  se interessou pelo assunto. Ao longo de mais de vinte e cinco anos fez cursos e se dedicou ao estudo das energias. “ A terra possui malhas telúricas e, no cruzamento dos veios d’água, fissuras emanam do sub-solo vibrações densas, comparadas aos  raios-x ou outras formas de radioatividade”, conta Dalila. Segundo ela, no início eram usadas varinhas de madeira, depois as de metal e também os pêndulos.  Mas, algumas pessoas desenvolvem a capacidade sem a ajuda de aparelhos, diz: “  todos nós   funcionamos  como  pêndulos naturais, por isso as sensações de desconforto em certos locais ou na presença de determinadas pessoas.” Dalila conta que  esta capacidade era comum aos homens em épocas mais remotas, mas foi diminuindo com o desenvolvimento da tecnologia. “ Antes não havia prospecção de metais,   mas as jazidas eram encontradas com a ajuda da Radiestesia”, conta.  Dalila se diz capaz de detectar energias só de pisar num ambiente e até de visualizar situações passadas: “ isso nada tem a ver com religião, presença de espíritos ou quaisquer outras coisas, é simplesmente a memória energética do lugar”,  afirma. “Cheguei a passar mal num terreno, onde havia funcionado uma casa de prostituição. No local, muitas moças foram obrigadas a abortar, por isso captava o sofrimento”, conta. Foi justamente esta capacidade que a fez prestar serviços para várias empresas.

É também ao equilíbrio energético que a advogada Tânia Deslandes atribui o sucesso  e a prosperidade de  sua família. “ Estudo o assunto há mais de 20 anos e sempre testo todas as técnicas em mim e na minha casa”, conta ela que trabalha como funcionária pública e só faz consultas a pedidos, sem cobrar nada. Tânia acredita que existe o lado racional e um outro lado, que cada um chama como quiser. “ É mais fácil fechar os olhos e enxergar só a razão, mas todos nós já nos deparamos com situações complexas e, para mim,   coincidências não existem”, afirma. “ Eu mesma estava dirigindo sozinha com meu filho pequeno, parei no sinal vermelho e quando  abriu não conseguia arrancar de jeito nenhum. Segundos depois atravessou a pista um caminhão desgovernado, que teria me pegado se o carro não tivesse travado, isso não é obra do acaso”, acredita. Tânia estudou várias linhas de equilíbrio energético   e desenvolveu  sua própria técnica: “ sou muito intuitiva e aplico o tratamento de acordo com o que detecto na pessoa, faço um diagnóstico com pêndulo e depois aplico o Reiki, a Cromoterapia ou o próprio pêndulo para desbloquear o chacra doente” explica.

Mesmo seguindo diferentes linhas, os estudiosos da energia concordam num ponto:  a intuição é fundamental.  Foi justamente esta sensibilidade extra   que despertou em  Maria das Graças Pereira o interesse pelo estudo das energias: “ desde criança, mesmo sem  entender que se tratava de energia,  já  sentia algo diferente na minha interação  com  plantas, animais e pessoas”, lembra. Para ela, convivemos diariamente com  experiências extra-sensoriais: “sentimos energias boas ou ruins, mas  creditamos os fatos a coincidências ou,  negamos essas sensações.”  Graça cita o médico baiano e sensitivo Eliezer Mendes,  que define nosso descrédito: “Os fenômenos são normais, para-normal é a nossa ignorância.” A terapeuta já presenciou curas em seu consultório:  “ Certa vez atendi uma cliente jovem,  em uso de  psicotrópicos, já em vias de ser internada  numa clínica psiquiátrica. Fiquei surpresa ao ver que ela tinha somente dois chacras bloqueados e resolvi então ouvi-la. Com  massagem  energizamos  o corpo, que estava com muita rigidez, e toda a energia voltou a fluir. Esta jovem,  voltou a ter vida normal trabalhar, passear, namorar e ser feliz.”

O poder de cura da técnica também impressionou Flávia Rosa:  “estava sem paciência com as pessoas, meu serviço não rendia, chorava sem motivo e me sentia  triste, mesmo estando em uma fase muito boa da vida, então procurei a Graça.”  Depois do tratamento tudo mudou, conta ela, “  estou fisicamente e emocionalmente fortificada e sempre indico o tratamento para amigos em apuros”, diz.

De acordo com a terapeuta Marília Borges, a energia pode sim influenciar nossa vida: “Existem várias fontes de energia no universo entre elas a que emana do nosso corpo físico, um campo vital, ou duplo etéreo,  que chamamos de aura. Dentro deste campo ficam alojadas as energias positivas e negativas que recebemos ou emitimos, através dos sentimentos ou dos pensamentos. Os positivos irradiam um brilho muito forte, que ilumina o ser humano tornando-o mais sereno, tranqüilo e esperançoso. A  energia negativa  também  pode ser armazenada neste campo vital , o que pode gerar  depressão, angústia, solidão e muito mais. Esta energia  negativa pelo pensamento é muito mais aderente e solidifica muito mais rápido no corpo físico, o que podemos chamar de obsessão. Na medicina psicossomática, corpo e alma são o mesmo, lidar bem com as emoções e com os pensamentos é um componente fundamental para a saúde, assim como cuidar da alimentação e praticar exercícios físicos” Marília se dedica há mais de três décadas aos estudos da energia: “ nesta incessante pesquisa, percebi o maior dom  intuitivo que deus me deu: a sensitividade”.  desde criança, conta , “ ouvia vozes que iam e vinham na minha cabeça, recitavam poemas e falavam de assuntos que iam acontecer. enxergava formas de energia, alguns eram seres luminosos e com harmonia, outros eram opacos e enganosos”.  Marília começou então a estudar sobre anjos e salmos “ existe uma egrégora muito forte dos anjos, que são as orações de 21 horas do dia e, durante 72 dias,  existem os salmos correspondentes que preservam as defesas psic-oenergéticas”. A terapeuta escreveu livros sobre o assunto : “ Anjos, Luz Divina “,  “ Salmos e suas Finalidades”, e o inédito “As Mais Belas Orações dos Nossos Corações”. Marília  já ministrou cursos no Brasil e no exterior e preside o Instituto Clarear, com estudos dirigidos principalmente à área cabalística . “ Temos que resgatar  esta sabedoria milenar, que traz um riquíssimo tesouro de conhecimentos sobre o cosmos, afinal, existem mistérios, envoltos em mistérios”, finaliza.

Curiosidades sobre Radiestesia:

– A prática é milenar,    pêndulos foram encontrados em tumbas de faraós do Egito, o  que mostra a prática já na Antiguidade

– Há 2000 anos,  os chineses  usavam a técnica para encontrar fontes  de água, minérios e locais adequados para a  agricultura

– Roma foi construída numa área  determinada por um radiestesista etrusco, que detectou ali  zona favorável  para a implantação da cidade

– Os exércitos  romanos contavam com  radiestesistas, que usando varas de madeira detectavam fontes de água subterrâneas , necessárias para matar a sede dos soldados

– Durante a Idade Média a Radiestesia foi banida pela Igreja Católica e sua prática condenada como  magia negra

O que diz a ciência:

Termodinâmica:

A primeira lei Física da Termodinâmica diz que a  energia interna  de qualquer  sistema, incluindo o corpo humano,  é a soma de todas as energias _cinética, potencial, etc_ presente nas  partículas que o constituem. A energia interna do sistema pode variar pela  troca de energia com a vizinhança na forma de trabalho ou  calor. Por exemplo: quando acendemos um fósforo, a madeira  altera-se e a energia deste sistema diminui, ao mesmo tempo em que  a energia de outro sistema_ o ar circundante_  aumenta, o que pode ser comprovado pelo   aquecimento  ou pela  luz emitida.

Ondas Físicas:

Do ponto de vista da Física,  uma onda é um pulso energético que se propaga através do espaço ou  de um meio líquido, sólido ou gasoso.  Elas podem ser sonoras, eletromagnéticas, gravitacionais, etc. As ondas viajam e podem transferir energia de um lugar para outro de forma invisível.

Temperatura de Cor

Toda cor emite uma temperatura , que pode ser medida em grau Kelvin ( K). A temperatura expressa a aparência da cor. Quando falamos em luz quente ou fria, não estamos nos referindo ao calor físico da lâmpada, e sim a tonalidade de cor que ela apresenta ao ambiente.  Quanto mais alta a temperatura de cor, mais clara é a tonalidade de cor da luz.

Radioatividade

Propriedade que possuem algumas  substâncias, chamadas radioativas, de  emitir radiações, capazes de produzir fluorescência, atravessar corpos opacos à luz ordinária, impressionar filmes fotográficos, etc.

Conceitos da Filosofia e Medicina Orientais:

Chacras:

A palavra,  do sânscrito,  significa roda. São centros energéticos, que, segundo o Hinduísmo,  têm a função de captar, guardar e distribuir  a energia vital.  Os sete principais estão localizados entre a base da coluna e o topo da cabeça. Cada um está relacionado a órgãos e glândulas específicos. De acordo com a filosofia hindu, eles têm importância decisiva para a nossa vida mental e espiritual, influenciando nossas emoções. As doenças seriam conseqüência  do bloqueio do  fluxo energético dos chacras.

Prana:

Palavra também de origem sânscrita  que significa sopro de vida ou energia vital. Este conceito de energia cósmica está presente em várias linhas filosóficas, embora com diferentes nomes. O Prana , presente no ambiente atmosférico, seria fundamental para  a saúde de todos os seres vivos.

Aura

Conceito descrito em   algumas religiões e doutrinas esotéricas como um campo   etéreo, imaterial, que emana e envolve seres ou objetos.

Reiki:

Terapia de origem tibetana  baseada na manipulação da energia vital, pela imposição de mãos.

Cromoterapia:

Terapia baseada nas sete cores do espectro solar  e na aplicação de suas vibrações para melhorar a energia do ambiente. Aparece desde a Antiguidade entre os egípcios, que construíam templos de cores variadas. Atualmente é aplicada  em hospitais, escolas, etc. As cores  também são usadas como recurso em propagandas e logomarcas, dependendo do objetivo e do público alvo buscados.

Para saber mais leia:

– O Ponto de Mutação,  de Fritjof Capra

– Teoria dos Chacras, de Hiroshi Motoyama

– Medicina Vibracional, de Richard Geber

– Os Mistérios dos Pêndulos Desvendados, de Juan Ribaut

– A Energia Curativa Através do Tao, de Mantak Chia

– A Antiga Ciência e a Arte de Cura Prânica, de Choa Kok Sui

– O Poder do pêndulos, de Greg Nielsen e Joseph Polansky

– Os Parasitas da Energia Vital, a Radiestesia e a Odomertia, de Clóvis Elesbão

– Anjos, Luz Divina, de Marília Borges

– Salmos e suas Finalidades, de Marília Borges

Com #blimabracher Blima Bracher http://@blimabracher

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments