Blima Bracher

Dez atrizes que brilham de Vikings a Suicide Squad

Thea Sofie como Skade de "The Last Kingdom"

– Katheryn Winnick – faixa preta em artes marciais, ela roubou a cena com Lagertha na série “Vikings”. Nascida em 1977 no Canadá, em Ontário é descendente de Ucranianos. Lagertha percorre quase todos os episódios como a primeira esposa de Ragnar Lothbrok ( Travis Fimmel). É a mãe de Bjorn Ironside ( Alexander Ludwig). Fez sucesso em “Bones”, “Law & Order”, “CSI”, “Criminal Minds”, mas é como a Dama do Escudo, a lendária guerreira Lagertha de “Vikings” que alcançou o apogeu da carreira, juntando artes cênicas com sua habilidade nas artes marciais, o que a torna imbatível em cenas de lutas

Lagertha, interpretada por Katheryn Winnick

– Margot Robbie – ela á a nova queridinha de Hollywood, ofuscando todo mundo do “Suicide Saquad”na pele de Arlequina, a namorada do Coringa. Também brilhou em “Era uma vez em Hollywood”,de Quentin Tarantino, vivendo o papel da atriz Sheron Tate. Margot nasceu em 1990, é australiana e estudou artes cênicas no Somerset College. Recebeu indicação ao Oscar de Melhor Atriz Coadjuvante por “Bombshell” ( 2019).

Margot Robbie
A Arlequina de Suicide Squad

– Emily Cox – nascida em 1985, ela brilha como a antagônica bruxa Brida em “The Last Kingdom”. No início do seriado vive um romance com Utread (Alexander Dreymon), mas depois desenvolve por ele uma relação de amor, ódio e vingança. Nasceu na Austrália, filha de pai britânico e mãe Suíça. Estudou teatro no Max Reinhardt Seminar e fez estágio no Theater in der Josefstadt.

Emily Cox como a bruxa Brida

– Cho Yeo – Jeong – Nasceu em 1981 na Coreia do Sul e fez papéis em “The Servant” (2010) e “Concubina” (2012). Mas foi como atriz coadjuvante em “Parasita” que alcançou maior visibilidade mundial. Interpretou a mãe da família de milionários no filme.

A sul coreana Cho Yeo- Jeong fez sucesso em Parasita

– Úrsula Corberó Delgado- Espanhola de Barcelona, Úrsula nasceu em 1989. Aos 13 anos começou com aulas particulares de interpretação cênica, vocal e expressão corporal. É uma das mais queridas personagens de “La Casa de Papiel”: Tokyo.

De Barcelona para o mundo em ” La Casa de Papiel”

– Jéssica Ellen – brasileira, nascida em 1992 no Rio de Janeiro, além de atriz ela cata, dança e compõe. Estava interpretando Camila, em “Amor de Mãe”, antes da interrupção das gravações em função da Covid-19. Filha de empregada doméstica , conseguiu estudar canto, daça e teatro em Ong’s. Depois, cursou artes cênicas e fez intercâmbio na França e Inglaterra. Participou de séries como “Filhos da Pátria”, “Justiça” e “Assédio”.

Jéssica Ellen enfrentou racismo, mas venceu como atriz

– Thea Sofie Loch Naess – é norueguesa e nasceu em 1996. Roubou a cena em alguns episódios de “The Last Kingdom” como a bruxa Skade. Dona de uma beleza exótica e instigante, se aproveitou disso para magnetizar os espectadores na Série que pode ser vista no Netflix.

Skade: a beleza instigante de Thea

– Logan Browning – nascida na Geórgia em 1989, tornou-se conhecida como Samanta White na série original da Netflix “Dear White people”. Na série Samanta luta contra o racismo e o machismo no Campus, junto com outros amigos negros que sofrem bulliyng.

Logan Browning de “Dear White People”

– Jennie Jacques- é uma atriz inglesa , nascida em 1989. Ganhou destaque em “Vikings” como a princesa Judith que seduziu o monge Athestan ( George Bladgen). Bladgen brilhou como o Rei Sol em “Versailles”.

A princesa Judith de “Vikings”
  • Ágatha Moreira- brasileira, carioca, nascida em 1992. Pode ser vista em “Novo Mundo” como Domitila, a amante de Dom Pedro I. Tocou fogo na telinha como Joziane, a filha de Maria da Paz (Juliana Paes) em “A Dona do Pedaço.”
Ágatha Moreira tocou terror na tela como Joziane de “A Dona do Pedaço”
Blima Bracher #blimabracher @blimabracher

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Comentários