Blima Bracher

Escritora estreante, sem editora é finalista do Jabuti entre os 10 melhores cronistas do Brasil

“Estar ao lado de Zélia Duncan e Geraldo Carneiro é um orgulho, mas foi um susto pra mim”, conta Blima Bracher, mineira de Ouro Preto que começou a escrever em blogs e depois criou seu próprio site na internet. ” Escrevo sobre muitos assuntos, para sobreviver, mas as crônicas são minha paixão “, diz a jornalista que já atuou na Globo e Band e em uma publicação de gastronomia em Minas. “Agora estou concorrendo ao maior premio da literatura brasileira. Nosso Oscar das letras”, brinca. O livro ” Estrábica ” é um compilado de crônicas sobre memórias afetivas, questionamentos, vivências e vem chamando a atenção dos amantes da literatura. Mesmo sem editora, Blima fez um livro de pequena tiragem. O designer da artista Flávia Costa que permite tres capas concorreu, além das ilustrações de Carlos Bracher, pai da jornalista. Mas foram os textos de Blima que encantaram o Júri.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments