Blima Bracher

Ouro Preto: plano turístico pós-pandemia

Igreja do Rosário por Ricardo Correia Araújo

Minas para Minas, Minas para o Brasil e Minas para o mundo. Em visita à OuroPreto, o secretário de Estado de Cultura e Turismo, Leônidas de Oliveira, apresentou ao prefeito Angelo Oswaldo projetos para promover o turismo cultural de Minas e que trazem Ouro Preto como parte fundamental dessa estratégia. Segundo Leônidas: “70% do turismo em Minas Gerais é um turismo cultural e Ouro Preto é o maior destino, segundo as pesquisas do Estado de Minas Gerais, e tem uma importância cultural que transcende o estado, o país e o mundo”.

“O secretário traz as possibilidades de uma grande parceria que vamos consolidar já com alguns projetos definidos”, explica Angelo Oswaldo. O primeiro deles é o projeto Luz no Patrimônio, que prevê a requalificação da iluminação de atrativos, como praças e igrejas. “Estamos com as conversas muito adiantadas com a iniciativa privada. Acredito que neste ano já poderemos realizar a iluminação dos patrimônios”, declarou Leônidas. Além de valorizar o monumento, a iluminação também aumenta a segurança dos locais.

Também em relação à iluminação da cidade, está em estudo um projeto para cabeamento subterrâneo de ruas do Centro Histórico, a exemplo do projeto pioneiro da Cemig na década de 1970 que realizou esta ação em algumas vias de Ouro Preto, valorizando a arquitetura colonial.

Também foram apresentadas iniciativas de parcerias com empresas privadas para auxiliar no desenvolvimento e implantação desses projetos, tanto em relação ao transporte intermunicipal, como valorização das corporações musicais e incentivos para a cultura popular. “Estamos nos preparando para a grande retomada do turismo em Minas Gerais”, finaliza o prefeito Angelo Oswaldo.

Foto acima de Neno Viana: Leônidas de Oliveira e Ângelo Oswaldo

Fonte:: Superintendência de Atos, Chancelaria e Memória. Departamento de Comunicação

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.