Blima Bracher

“Olhares da liberdade” ganham ecos no Coletivo Olho de Vidro

Eduardo Tropia, Laia, Gui Mansur e Alexandre Martins

O ano de 2022 marca o bicentenário da Independência do Brasil, momento fundamental na história do país, com intuito de torná-lo efetivamente uma Nação, e o centenário da Semana de Artes Moderna, ocorrida em São Paulo. Este último evento foi um significativo marco na valorização e na renovação da arte e da cultura brasileira. Ouro Preto e outras cidades de Minas Gerais se inserem nos dois movimentos.

Ambos os episódios têm na sua essência a busca pela liberdade.

A liberdade, bem fundamental a ser proporcionado na vida de todos, não é a falta de limites, como pode aparentar num primeiro instante. Tanto a sociedade organizada como a criação artística, se consolidam a partir de princípios elementares que permitam justas possibilidades e vivências. É construir e preservar; ir e vir, no gesto e no pensar; ser.

Liberdade, com frente e verso.

Neste contexto, “Olhares na liberdade” é o tema do Coletivo Olho de Vidro.

Local: Sala Manoel da Costa Athaíde, Anexo 1 do Museu da Inconfidência – Rua Vereador Antônio Pereira, 33, Centro, Ouro Preto, MG.
Abertura: 15/6/2022, às 19h.
Visitação: de 16/6 a 7/8/2022.
Horários: de segunda à sexta-feira, das 9 h às 17h; sábados, das 9h30 às 17h; domingos, no período, consultar redes sociais do Museu da Inconfidência.

Contato: coletivoolhodevidro@yahoo.com.br

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments