Blima Bracher

Filme mineiro de João Dumans vence Mostra em Tiradentes

Pelo segundo ano consecutivo, o estado sai vencedor da Mostra Aurora; na mostra Olhos Livres, vencedor é “O Canto das Amapolas”, dirigido por Paula Gaitán. Filmes em desenvolvimento também foram premiados na categoria de “work in progress” da Conexão Brasil CineMundi

O filme mineiro “As Linhas da Minha Mão”, de João Dumans, foi o título vencedor de melhor longa-metragem da Mostra Aurora na 26ª Mostra de Cinema de Tiradentes. Pelo segundo ano seguido um trabalho do estado vence a categoria. A cerimônia de encerramento, realizada na noite de 28/1, revelou a escolha de um documentário sensível, que aposta no corpo, na voz e no carisma de sua personagem para falar de afetos, vivências, saúde e relações urbanas.

O prêmio foi concedido pelo Júri Oficial, formado por críticos, pesquisadores e profissionais do audiovisual. No texto de justificativa, apontou-se, entre os méritos do “As Linhas da Minha Mão”, “um cinema que convida a desenquadrar o sujeito para além de uma categoria, de conceito ou signos fechados. O quadro se torna a abertura de uma pessoa que a todo momento desafia a noção de bordas, expande limites e se prova uma fabuladora maior que a vida”.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments