Blima Bracher

Dez hábitos brasileiros que mudaram com a pandemia

Reuniões em casa com até wuatro pessoas e lives com os amigos: mudança de hábito na pandemia

  • Consumo de álcool- resultado da pesquisa “Uso de Álcool e Covid-19”, publicada pela Organização Pan-Americana da Saúde confirma que consumo alcoolico cresceu ate 35% entre a populaçãodos 30 aos 39 anos.. isso significa beber até 1, 7 litro a mais de cerveja, 750 ml de vinho ou 225 ml de doses.
  • Sedentarismo- com o fechamento de academias, a procura após a reabertura não atingiu nem 50% dos adeptos de antes.
  • Relaxamento com habitos de beleza- o movimento em salões caiu mais de 40%. Aumentou o número de pessoas assumindo os fios brancos.
  • Aumento de pequenas viagens dentro do Brasil – com o fechamento das fronteiras no exterior, o brasileiro esta conhecendo o Brasil. Houve um aumento do fluxo interno de 55%, pos pandemia.
  • Consumo de filmes de provedores como Netflix, Globoplay e outros subiu. Em media o brasileiro passa até 3 horas assistindo a series, filmes e documentários.
  • Pequenas reuniões em casa em ambientes menos expostos como bares e restaurantes, com pessoas que se mantem isoladas.
  • Lives de artistas e reuniões online- o hábito de assistir a shows em baladas e casas noturnas foi substituído pelas lives em frente a tv em petits comites.
  • Compras on line- o comércio online cresceu incríveis 60% com o fechamento de comércio local e lockdown em cidades.
  • Trabalho em casa ou home-office sala tendências mundiais para evitar aglomeração e até melhorar a circulacao nas cidades.
  • Encontros virtuais, grupos de zap e até o barzinho online , pedifos de entregas de restaurantes em casa tem sido uma saída e aumentou 40% nesta pandemia, com o lockdown de restaurantes. Resta saber se depois da vacina algumas dessas tendências vão continuar. Tudo indica que sim.
Com #blimabracher @blima

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.