Blima Bracher

Covid-19: 30% dos comerciantes de Ouro Preto podem falir

Dê preferência aos pequenos comerciantes de Ouro Preto

O número assusta , mas a Associação Comercial e Empresarial de Ouro Preto, ACEOP, em parceria com a Prefeitura Municipal, realizou pesquisa com objetivo de identificar as principais dificuldades das pequenas e médias empresas da cidade neste período de quarentena. Por isso, se possivel, deem preferência ao comércio  local, para evitar demissões e quebradeira. O estudo, que contou com a participação de 124 comerciantes locais, associados ou não, deverá orientar na elaboração e adoção de medidas conjuntas do poder público com a iniciativa privada, visando minimizar o impacto econômico da pandemia do COVID-19 no município .Dos empresários entrevistados, quase todos garantem que, de uma forma ou de outra, a paralisação colocou em sério risco a sobrevivência de seu negócio, mas a maioria prevê que tempos melhores virão.E toda a população de Ouro Preto também pode participar dessa campanha com manifestações de solidariedade e, principalmente, unindo esforços e valorizando o comércio local, que garante vagas de trabalho e promove o sustento de inúmeras famílias. Dê  preferência ao comércio local. Confira o resultado da pesquisa no arquivo anexo .Superintendência de Atos, Chancelaria e MemóriaDepartamento de Comunicação(31) 3559-3286

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Comentários

Subscribe
Notify of
guest
1 Comentário
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Carlos Goulart

Aí a gente quer estacionar no centro de Ouro Preto para ir no Museu de Mineralogia (muito bom, por sinal, parece uma joalheria!) e o flanelinha que está por ali na Praça Tiradentes dá a entender que o estacionamento é privativo de quem vai aos restaurantes. Ou seja, “privatização” de área pública. Para mim, podem fechar! Típico teceiromundismo brasileiro!