Blima Bracher

Barragem de Doutor: Ouro Preto busca soluções junto à Vale

Prefeitura de Ouro Preto busca diálogo com moradores de área de risco em Antônio Pereira

A Barragem do Doutor fica situada logo acima de Antônio Pereira., distrito de Ouro Preto. Ela foi construída à montante, como as barragens de Brumadinho e de Mariana, e atualmente se encontra em processo de descaracterização. As famílias que residem ali, estão na mancha de inundação em um possível caso de rompimento da barragem. O prefeito de Ouro Preto, Angelo Oswaldo, se reuniu com moradores de Antônio Pereira para ouvir as demandas e se inteirar sobre a situação das famílias residentes na mancha de evacuação da Barragem de Doutor, da mineradora Vale.

“Estamos reivindicando a nossa remoção. A gente não se sente seguro ali e não temos conseguido diálogo com algum representante da Vale”, contou Lucilene Matias, integrante da Comissão dos Atingidos da Barragem de Doutor, um grupo formado especialmente por mulheres e que buscam maior diálogo entre as partes.

“Oito mulheres deram depoimentos impactantes, com forte emoção, sobre o drama que várias famílias vivem pela possibilidade de desmoronamento da barragem. É importante que essas famílias sejam assistidas, que haja um amparo digno e que essas pessoas sejam tratadas com respeito”, ressaltou o prefeito Angelo Oswaldo. No mesmo dia , no período da tarde, a Prefeitura esteve reunida com representantes da empresa Vale em busca de respostas às demandas apresentadas pelas famílias do distrito. Na ocasião, a vice-prefeita Regina Braga relatou a situação de sofrimento e insegurança vivida pelos moradores aos representantes da mineradora e pediu respeito à comunidade.  “Após ter tomado ciência dessa situação, a gente espera que a Vale respeite a população de Antônio Pereira. Que eles possam dar a este povo atenção, carinho e acolhimento. Que eles façam tudo o que for possível para compensar tanta perda”, declarou. Foto de Neno Viana. Informações do Departamento de Comunicação da Prefeitura Municipal de Ouro Preto.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.