Blima Bracher

Tony Tornado se emociona no Cineop: ” Nunca fui homenageado assim”

Como o cinema olhou e dialogou com a música preta no Brasil? Em muitos dos casos, parte desse cenário é de direções brancas, sobretudo nos filmes menos recentes. Ainda assim, o que a programação temática da CineOP tenta visibilizar, é, justamente, um movimento de transitoriedade histórica e formal, econômica e tecnológica, que torna o filtro da produção e da circulaç ão menos viciado e estreito. Tony Tornado, homenageado  da Mostra, este ano, disse que não sabia o que dizer, pois nunca recebeu um reconhecimento como este.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Comentários

Subscribe
Notify of
guest
1 Comentário
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Fagundes

Muito lindo está iniciativa. Valorizar tudo que e bom, sem distinção. Viva a diversidade, viva a vida. Maos dadas, mãos dadas.