Blima Bracher

Prograna de monitoramento ambiental e sócio-econômico

Foto Ascom

Parceria entre Prefeitura e Ufop, gera criação do PromoSat-OP
Esse banco de dados irá auxiliar no apontamento de problemas, bem como mostrar possibilidades socioeconômicas e ambientais para o Município
Na noite de ontem, 9 de maio, dando continuidade à Semana do Meio Ambiente, outro importante trabalho foi apresentado durante o evento, no Anexo do Museu da Inconfidência, e que irá auxiliar em todo o planejamento urbano da cidade de Ouro Preto.
Trata-se do PromoSat- OP (Programa de Monitoramento Socioambiental do Território de Ouro Preto) que vem sendo desenvolvido em parceria entre a Prefeitura, pela Secretaria de Meio Ambiente e a Ufop.
O objetivo do programa é fazer uma avaliação do território ouro-pretano e demonstrar das condições socioambientais do Município, alertando pontos negativos e apontando oportunidades de investimento elaborados para o território.

O secretário de Meio Ambiente, Chiquinho de Assis, destacou um trabalho de suma importância para o ordenamento territorial do Município de Ouro Preto, o PromoSat. “Esta é uma ação transdisciplinar que reúne as informações científicas da Ufop num só web mapa e disponibiliza isto para a nossa sociedade. A gente percebe uma degradação do território da cidade ao longo dos anos, mas é importante a coragem em assumir essas verdades e ter esse instrumento como uma base e informação e planejamento de futuro que desejamos para a nossa cidade”.
A vice-prefeita Regina Braga falou da importância do PromoSat para a cidade. “Tratando-se de Ouro Preto, com essa beleza natural em todo seu entorno, essa foi uma ferramenta essencial e, ao mesmo tempo a nossa atividade econômica forte é a mineração. Então, para compatibilizar a exploração mineral e essa riqueza patrimonial, artística e natural que temos é a partir de monitoramento e diagnosticando, e para isso necessitamos dessa transparência, desse web mapa.”
O Programa foi apresentado pelo professor do Departamento de Engenharia Ambiental da Ufop, Alberto Fonseca, da Ufop, um dos coordenadores dos trabalhos. Alberto explicou que “Hoje trouxemos alguns produtos e um primeiro produto é o estado do território ouro-pretano (como estão o meio ambiente, a socioeconomia e quais são as grandes pressões antrópicas e como o Poder Público e os cidadãos estão reagindo a esses problemas). Além desse relatório, estamos divulgando também o web mapa (site que reúne informações biofísicas e socioeconômicas). Pensamos que isso se tornará uma ferramenta imprescindível para as várias pastas do Município”. Esses dados que são a primeira etapa dos trabalhos e estão disponibilizados no site da Ufop: https://promosatop.ufop.br/
Também participaram do evento a secretária de Educação, Débora Etrusco, representantes do IFMG; da Prefeitura de Itabirito e demais gestores municipais e representantes da Ufop.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments