Blima Bracher

Procon x Redes Sociais: qual o mais efetivo na hora de reclamar?

Em tempos de plataformas digitais, muitos consumidores utilizam das redes sociais para realizarem reclamações e depositarem suas insatisfações com serviços contratados e produtos comprados. Basta rolar a timeline do facebook ou entrar em algum grupo de whatsapp para encontrar um consumidor insatisfeito.

Mas aí é que está o problema, as redes sociais são efetivas na disseminação da informação mas, na maioria das vezes, não conseguem, sozinhas, gerar soluções. Isso porque a companhia ou loja podem nem ficar sabendo que há algum cliente insatisfeito, com questões a serem resolvidas.

É importante lembrar que existe um órgão nos municípios que age exclusivamente em defesa do consumidor, o Procon. O serviço ofertado por esse órgão media as relações conflituosas existentes entre uma empresa e um comprador. Realizar as reclamações de maneira formal aumenta as chances de respostas e soluções de um conflito.

Alternativas de reclamação, elas funcionam?

Algumas empresas possuem dentro de suas plataformas locais em que os clientes conseguem depositar suas reclamações. Dessa forma, elas podem monitorar de perto os problemas de seus clientes. Existe também o site Reclame Aqui, onde o consumidor pode detalhar experiências, demonstrar insatisfação e ainda questionar os fornecedores.

Ambas opções são iniciativas boas e relevantes, mas, ao mesmo tempo, não são tão efetivas quanto o Procon. Isso porque as plataformas das empresas podem não solucionar as questões e o Reclame Aqui é uma ótima plataforma para conhecer a reputação da empresa antes de realizar a compra de um produto. Entendemos que o site não garante a solução de problemas futuros.

Problemas com as contas de água e a ação do Procon

Em Ouro Preto, nos últimos meses, os moradores da cidade tiveram problemas com os valores das contas de água. A Saneouro é responsável, desde 2020, pelo saneamento básico na cidade e muitas reclamações foram direcionadas à empresa nos grupos de whatsapp, em postagens no facebook e também nas rádios. Enquanto as reclamações foram feitas desse jeito, nenhuma mudança efetiva aconteceu.

A partir do momento em que as pessoas começaram a ir ao Procon e formalizar as reclamações, alguns dos problemas começaram a ser solucionados. Isso porque, com a quantidade de irregularidades reportadas à empresa, o Procon Municipal, juntamente com a Prefeitura, puderam cobrar providências à Saneouro. Um dos resultados obtidos, por exemplo, foi a redução da tarifa.

Portanto, é muito importante realizar as reclamações da maneira correta, no Procon, o  órgão público que trabalha para o consumidor.  O barulho das manifestações e das mídias sociais impactam, mas a ação efetiva é a do órgão público. Aqui, em Ouro Preto, as reclamações podem ser registradas pelo e-mail procon@ouropreto.mg.gov.br ou presencialmente. A instituição funciona na Rua Diogo de Vasconcelos, nº 25-A, Pilar, e atende a população das 12h às 18h, sem necessidade de agendamento prévio. Para mais informações, o telefone da instituição é (31) 3559-3290.

Texto: Beatriz Costa / Revisão: Victor Stutz . Com 

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments