Blima Bracher

Polícia dá detalhes do caso jornalista Júlio de Paula

Jornalista Júlio De Paula encontrado morto no Parque das Andorinhas, em Ouro Preto

Ouro Preto: preso suspeito da morte e ocultação de corpo de jornalista desaparecido

Resumo: Investigado havia saído do presídio no dia que cometeu o crime. Um adolescente também foi apreendido.

Uma ação conjunta da Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) com a Polícia Militar esclareceu, neste fim de semana, o desaparecimento de um jornalista, de 53 anos, em Ouro Preto, região Central do estado. Trata-se de um caso de latrocínio, no qual dois suspeitos foram identificados: um homem, de 23 anos, que foi preso, e um adolescente, de 17, apreendido. O corpo da vítima foi localizado em uma área de mata do Parque das Andorinhas. A faca usada na ação criminosa também foi encontrada.

De acordo com o delegado Warlyson de Oliveira Henriques, familiares do jornalista registraram o desaparecimento, ontem (6/3), informando que ele havia sido visto pela última vez na quarta-feira passada (3/3). “Durante as buscas, as equipes encontraram o veículo da vítima, no bairro Alto da Cruz, trancado e sem sinais de violência, bem como não tinha pertences dela. Em continuidade, obtivemos informações de que dois indivíduos teriam sido vistos circulando com o carro na quinta-feira, inclusive flagrados por câmeras de segurança de um estabelecimento da região”, conta.

No decorrer dos levantamentos, ainda no sábado, os suspeitos foram identificados e localizados. Henriques informa que o investigado de 23 anos havia saído da presídio no mesmo dia da prática do crime. Ainda segundo o delegado, a dupla disse aos policiais que foi com a vítima até o parque e a executado a facadas, depois, saiu do local com os pertences dela. Já a faca foi dispensada em outro ponto. “Com base nos elementos informativos colhidos, resta demonstrado que os suspeitos perpetraram o crime para obter vantagem econômica em razão de uma dívida anterior proveniente de tráfico de drogas, sendo descartado, no momento, motivação com conotação política face o ativismo da vítima nesse meio”, acrescenta.

O corpo da vítima e a arma usada foram localizados nos locais indicados pelos suspeitos. O homem de 23 anos foi preso em flagrante pelos crimes de ocultação de cadáver e corrupção de menores, sendo encaminhado ao sistema prisional. O delegado também já representou pela prisão preventiva dele com relação ao latrocínio praticado em data anterior. Quanto à participação do adolescente em ato infracional análogo aos crimes de latrocínio e ocultação de cadáver, foi ratificada a apreensão e representada à Justiça pela internação. * Essas são informações oficiais divulgadas para a imprensa.

O carro do jornalista encontrado no bairro Alto da Cruz
Faca usada no crime
Júlio denunciou a morte da tucana Lelé

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.