Blima Bracher

Ouro Trilha: linha férrea mineira pode virar ciclovia

Foto reprodução

As cidades de Ouro Preto,Rio Acima, Raposos, Itabirito, Nova Lima, junto com a Secretaria de Cultura e Turismo do Governo de Minas Gerais, assinaram documento que solicita ao Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) a utilização da Ferrovia Dom Pedro II para o cicloturismo, através da iniciativa Ouro Trilha.

O projeto Ouro Trilha, idealizado pelo ciclista Bernardo Comini e por seu amigo Gilberto Gonçalves, prevê utilizar a linha férrea que liga a região metropolitana de Belo Horizonte até a Região dos Inconfidentes para a prática esportiva de Mountain Bike (MTB). A iniciativa propõe a criação de uma rota para os ciclistas com início na Antiga Ferrovia do Centro de Sabará, região metropolitana de Belo Horizonte, e com seu término em Ouro Preto, na Ferrovia Dom Pedro II. Ao longo dos 150 km estimados, o projeto incentiva o cicloturismo entre as cidades que fazem parte do circuito, como Ouro Preto, Rio Acima, Raposos, Itabirito, Nova Lima, Sabará e os municípios ao entorno.

Segundo Angelo Oswaldo: “Tudo aquilo que a gente puder recuperar e ocupar com uma atividade que é esportiva, cultural, ambiental e turística é muito importante para o desenvolvimento de todas essas frentes de atividades fundamentais na vida do nosso estado, Minas Gerais.”

A iniciativa ainda pode contribuir com o aumento da busca pelo ecoturismo nas cidades que fazem parte do circuito e em toda Minas Gerais, dado a preservação da área verde no estado e os pontos turísticos naturais, como serras, mirantes e cachoeiras.

O secretário adjunto de Cultura e Turismo do Governo de Minas Gerais, Bernardo Silviano Brandão, destacou com dados do último ano o potencial do estado para o turismo. “No ano passado, nós tivemos números muito expressivos do turismo em Minas Gerais. Nós chegamos a ser o estado mais procurado por turistas no Brasil inteiro, por dois meses, no segundo semestre do ano passado. Chegamos a ser o destino turístico mais buscado na plataforma Google. As pessoas estão querendo vir para Minas gerais”.

Sobre o Projeto
A ideia da Ouro Trilha surgiu pelo ciclista Bernardo Comini e por seu amigo de faculdade, Gilberto Gonçalves. O projeto tem como inspirações outras trilhas de MTB de Minas Gerais e do Brasil que são amplamente buscadas pelos praticantes do esporte, como a Rota do Ferro (MG), a Maria Fumaça (MG) e o Vale Europeu (SC).

Os organizadores acreditam que a Ouro Trilha pode tornar-se o circuito de cicloturismo mais acessível das Américas, já que sua estrutura, construída em cima de uma ferrovia, permite que o terreno seja mais plano.

Além de fomentar o turismo e a economia das cidades envolvidas e para o estado, a Ouro Trilha poderá promover um novo espaço de lazer para os cidadãos da região dos Inconfidentes. DIVULGAÇÃO: Ascom.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments