Blima Bracher

Ouro Preto: projeto para grande área de lazer

Lago do azedo pode virar Área de lazer. Foto: Neto Vianna

A Prefeitura de Ouro Preto e representantes da empresa Novelis realizaram visita técnica para tratar da entrega do espaço recreativo que está sendo construído pela empresa e será ofertado ao município. O parque de vivência irá atender à comunidade ouro-pretana como opção para o lazer, esporte e cultura, dentre outras atividades de recreação.

O local onde o projeto está sendo desenvolvido fica no Bairro Jardim Alvorada, à Rua Antônio Esteves do Sacramento, antigo depósito de rejeitos da Alcan. A primeira fase dos trabalhos já foi concluída e se refere a questões ambientais como impermeabilização do solo, adequação do relevo e redes de drenagem. Segundo o prefeito Angelo Oswaldo : “Nós vamos ter uma área de setenta mil metros quadrados, voltada integralmente para o lazer, o esporte, a cultura, a vivência comunitária; um parque maravilhoso que será entregue a Ouro Preto e mantido pela Prefeitura em parceria com a Novelis. Eestamos trabalhando para isso e hoje acertamos todos os detalhes”.

A vice-prefeita, Regina Braga disse que: “Estamos aqui fazendo uma visita a esse investimento que será, talvez, uma das obras que vai beneficiar mais as famílias de Ouro Preto. Saímos daqui muito orgulhos”.

O secretário de Meio Ambiente, Chiquinho de Assis, lembrou da responsabilidade ambiental: “Enquanto secretaria de Meio Ambiente, nós temos a responsabilidade de acompanhar o monitoramento dessa área que continua sendo uma responsabilidade da Novelis. Então vamos buscar agora um uso público correto, abrindo de fato para a comunidade esse local agradável”.

Wagner Melo, secretário de Esportes, acrescentou que “esse espaço é um presente de grande utilidade que vai auxiliar muito para as nossas atividades esportivas”.

João Bosco da Costa, consultor e procurador da Novelis, dá detalhes sobre a área: “Essa área foi utilizada para deposição de rejeitos da antiga Alcan até 1974, quando foi desativada e parou de receber rejeitos. A partir daí, a Alcan iniciou uma série de projetos para remediação dessa área”. Ele explica ainda que foi realizado um estudo para identificar a situação do subsolo, bem como propor uma remedição e utilidade futura para a área que está sendo oferecida para a Prefeitura com futuras estruturas para diversas formas de lazer. A conclusão dos projetos e infraestrutura do espaço está prevista para iniciar em abril e finalizar com nove meses de trabalho.

Estiveram presentes na visita técnica os secretários da Casa Civil, Zaqueu Astoni, de Governo, Felipe Guerra, além do procurador municipal, Diogo Ribeiro.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments