Blima Bracher

Ouro Preto: jornalista Júlio De Paula é morto a facadas

Jornalista foi encontrado morto no Parque das Andorinhas

O mistério envolvendo o desaparecimento do Jornalista Júlio De Paula Oliveira, diretor do site e Jornal ” O Inconfidente” começou na quarta-feira, dia 3, quando ele saiu dirigindo seu jeep Renegate de cor vermelha à tarde. Naquela noite, Julinho, como era chamado, não voltou pra casa. O irmão de Júlio, conhecido em Ouro Preto como DJ Marquinho, acionou a polícia.

No dia seguinte, policiais encontrataram o carro no bairro Alto da Cruz, que dá acesso à cidade de Mariana. O carro tinha sinais de ter sido batido e apresentava avarias nos pneus dianteiros. No sábado, o corpo do jornalista foi encontrado no Parque das Andorinhas. Nas imediações, os policiais encontraram a faca usada no crime.

Em perícia, a polícia encontrou uma nota de um supermercado de Mariana dentro do veículo. Através desta pista, os policiais chegaram em dois suspeitos: um homem de 23 anos que foi preso e um menor, de 17, que foi apreendido

O Jornalista foi morto na quinta feira e os criminosos roubaram o carro, o celular e a carteira da vítima. . A polícia chegou até eles, porque segundo relatos da família a compra no supermercado de Mariana teria sido feita após a morte da vítima.

Júlio De Paula era um jornalista apaixonado pelo que fazia, um comunicador voraz, verborrágico, questionador. Sua linha ostensiva de fazer jornalismo deixa muitos fãs saudosos de seus comentários e visão. Há mais de 30 anos nesta causa, fez escola em Ouro Preto. Julinho tinha 53 anos e não tinha filhos.

A população aguarda maiores informações, que esclareçam este homicídio.

O Jeep de Júlio De Paula
A faca encontrada no Parque das Andorinhas próxima ao corpo
Júlio denunciou nas redes sociais a morte da tucano Lelé e o caso teve bastante repercussão

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.