Blima Bracher

Ouro Preto e Congonhas unidas pelo turismo e cultura

Anjo da Agonia de Aleijadinho

Congonhas e Ouro Preto são cidades com muitas afinidades: turismo, arte, gastronomia, cultura, ecologia, religiosidade e a marca inconfundível do mestre Aleijadinho. Apenas 60 km separam essas duas joias barrocas. Em Congonhas o maior atrativo é o Santuário do Bom Jesus de Matosinhos, com 12 profetas, feitos em pedra-sabão, por Aleijadinho, considerado Patrimônio da Humanidade. Em um encontro na Casa Gonzaga (onde funciona a Secretaria de Turismo, Indústria e Comércio,) o prefeito de Ouro Preto, Angelo Oswaldo, e os secretários Zaqueu Astoni e Margareth Monteiro se reuniram com a presidente da Fundação Municipal de Cultura de Congonhas, Lana Mercia. Eles discutiram sobre a aproximação entre as cidades, principalmente, nos campos de turismo e cultura.

Segundo Angelo Oswaldo: “Esse encontro representa a possibilidade de um intercâmbio maior, de uma interação de esforços, entre Ouro Preto e Congonhas. Nós examinamos vários pontos em comum, e há uma lista de exposições que podemos realizar nas duas cidades, uma delas será sobre a vida e obra do Zé Arigó, famoso médium cujo centenário é celebrado agora em Congonhas. Iremos trazer, brevemente, essa exposição também a Casa de Gonzaga, assim como levaremos artistas ouro-pretanos para a sala de exposições temporárias do grande Museu de Congonhas, ao lado do Santuário do Bom Jesus de Matosinhos”. Lana Mercia, destacou que: “Pretendemos firmar uma grande parceria e estou muito satisfeita. Fomos muito bem recebidos aqui, passeamos pela cidade e me encantou tudo que vi. Saio muito esperançosa com o alcance dos objetivos a que viemos buscar”.

A secretária de Turismo, Indústria e Comércio Margareth Monteiro falou de projetos já confirmados. “Formalizamos aqui algumas parcerias, como um trabalho conjunto na ocasião do reinado e trocaremos algumas mostras. Foi o começo de uma grande parceria, que com certeza trará bons frutos”.

Zaqueu Astoni, secretário da Casa Civil e interino da pasta de Cultura e Patrimônio, enfatizou a ligação e os laços entre Ouro Preto e Congonhas. “Somos cidades irmãs ligadas pelo traço da genialidade do mestre Aleijadinho e é muito importante essa parceria cultural em prol da diversificação e desenvolvimento do turismo e cultura”.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments