Blima Bracher

Ouro Preto: doação de cestas básicas na pandemia

Campanha contra fome na Pandemia

Ouro Preto recebe mais doações de cestas básicas para a população A iniciativa é da Gerdau espelhada na Rede Gerando Falcões que promove a campanha “Corona no Paredão” Nessa pandemia, toda ajuda é bem-vinda, principalmente no que diz respeito à alimentação dos ouro-pretanos. Na última sexta-feira, 9 de abril, os secretários de Governo, Felipe Guerra, e de Desenvolvimento Social, Edvaldo Rocha, reuniram-se com o coordenador do comitê de parceiros da ADOP, Gabriel Trópia, e o gestor do núcleo de projetos, Vandeir de Assis, para viabilizar o recebimento de 630 cestas básicas ao Município. A iniciativa partiu da Gerdau, que se espelhou na campanha “Corona no Paredão” promovida pela Rede Gerando Falcões. A cada cesta recebida pela Rede, a empresa dobrará a doação que será feita para os municípios em que atua e, como Ouro Preto é um deles, a ADOP foi acionada para destinar essas cestas para o Município. A meta da Gerdau é conseguir cinco mil cestas básicas. Com o montante já recebido, a empresa adiantou a entrega de mais de 600 para a cidade de Ouro Preto. Segundo o secretário de Governo, Felipe Guerra, essa união com o terceiro setor é importantíssimo para Ouro Preto. “Mesmo com essa crise gigantesca que vivemos, que afeta também a economia, uma das bandeiras principais da Secretaria de Desenvolvimento Social e do governo do Angelo Oswaldo é que ninguém em Ouro Preto passará fome. Esse pacto se inicia com a doação dessas cestas básicas e mostra que estamos todos unidos pela cidade, pela economia e pela vida. Quando trabalhamos juntos, Poder Público, terceiro setor, UFOP e IFMG, a gente consegue construir uma cidade muito melhor”. Para o coordenador do comitê de parceiros da ADOP, Gabriel Trópia, é preciso unir para multiplicar. “Essa parceria nos torna mais fortes e, sabendo que cada um tem uma função a ser cumprida, é necessário esforço coletivo e a Prefeitura é fundamental para que a gente consiga trazer bons projetos para o Município”. Vandeir de Assis, gestor do núcleo de projetos da ADOP, complementa ressaltando o esforço conjunto de uma rede de parceiros em prol dessa retomada, desse cuidado com os impactados dessa pandemia. “Nesse momento, é preciso priorizar, e a prioridade agora é acolher e dar suporte àquelas pessoas menos favorecidas. Hoje trouxemos uma boa notícia que é a doação de cestas básicas, que começou com os colaboradores da Gerdau e vem beneficiar muito a população ouro-pretana. O Município já tem um trabalho muito bem organizado e planejado e eu tenho certeza que isso vai se somar ao esforço da política pública tão bem conduzida pelo secretário Edvaldo. Essa é uma dentre várias contribuições que podemos ofertar para Ouro Preto”. O secretário de Desenvolvimento Social, Habitação e Cidadania, Edvaldo Rocha, enfatiza a mensagem: “Ouro Preto não passará fome, eu tenho certeza disso”. Ele ainda acrescenta que “saber que pessoas serão acolhidas e saciadas é muito importante para nós. Quero agradecer à Gerdau, à ADOP, ao Felipe Guerra que está sempre fazendo essa relação flexível entre a empresa e o Município, para que a gente possa alcançar esse objetivo que é o desenvolvimento social. Partilhar é diferente de dividir! Partilhar você aumenta, multiplica. Se você divide, acaba. Assim, vamos partilhar não só o alimento, mas o conhecimento, a gestão e tudo que for necessário para gerirmos esse Município da melhor maneira possível”. A Secretaria de Desenvolvimento Social já está alinhando as questões com a empresa Gerdau e com a ADOP para o recebimento das cestas ao Município de Ouro Preto.

Superintendência de Atos, Chancelaria e MemóriaDepartamento de Comunicação(31) 3559-3286

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.