Blima Bracher

Mineração sustentável: Ouro Preto busca alternativas

Mineração sustentável na região de Ouro Preto: novas alternativas

Estreitar as relações com as empresas mineradoras e buscar parcerias em busca de desenvolvimento social e econômico para Ouro Preto. Com esse objetivo, a Prefeitura vem promovendo reuniões com as empresas mineradoras que operam no Município. Depois de uma visita à Vale, o executivo municipal recebeu na última sexta-feira, 5 de fevereiro, representantes da empresa Gerdau no auditório do gabinete.

O prefeito Angelo Oswaldo preza esse bom relacionamento entre as instituições. “É muito importante que haja um bom relacionamento entre a Gerdau e o município. Nós somos a favor da mineração, nós apoiamos a atividade mineradora em nosso município, mas queremos uma mineração sustentável, compatível e compensatória, por isso estamos estabelecendo um programa com a Gerdau de maneira a valorizar Miguel Burnier, Engenheiro Corrêa e o sub-distrito de Mota. A Gerdau vai entrar agora em uma fase de expansão e isso vai gerar mais recursos, mais possibilidades de trabalho e renda, e também mais recursos tributários e compensação para as comunidades que estão inseridas nesse território minerador”, complementou.

O diretor de Mineração e Matérias Primas da Gerdau, Wendel Gomes, explica que esta abordagem da Prefeitura dará mais celeridade aos projetos que executados naquela região. “Muitos deles dependem de liberação e orientações do executivo, e a gente conseguiu alinhar essas expectativas. Acredito que muitos resultados desta parceria comecem a ser gerados”. O diretor anunciou ainda a retomada da operação de uma planta paralisada desde 2014. “Estamos finalizando em maio um investimento de 42 milhões de dólares, com a implantação de tratamento seco de rejeito, e a planta voltará a operar imediatamente sem gerar rejeitos para barragem. Serão gerados empregos com a mobilização dessa nova estrutura”, confirmou ele.

Nascida no distrito de engenheiro Corrêa e tendo atuado profissionalmente em Miguel Burnier como educadora, sendo ainda vereadora sempre bem votada naquela região, a vice-prefeita Regina Braga diz que a esperança chegou para os moradores. “Vou lutar bravamente como vice-prefeita para fazermos justiça com aquela região. É uma região rica que contribui financeiramente para os cofres da Prefeitura, e durante todos esses anos foi injustiçada. A hora é agora. Conversaremos com todas as empresas que atuam naquela região e numa união com os poderes públicos municipal e estadual investiremos em melhorias para aquela comunidade. Trabalharemos para o asfaltamento da MG 030, que é uma reivindicação dos moradores e que propiciará uma diversificação econômica, gerando progresso”.

Também morador daquela região, o secretário de Agropecuária, Fabrício Gonçalves, participou do encontro. “A região de Miguel Burnier, Engenheiro Corrêa e Mota historicamente sofre os impactos gerados pela atividade mineradora. O executivo está buscando estreitar laços com as empresas mineradoras para mitigar esses impactos e melhorar a qualidade de vida da população local.

Uma nova reunião e visita do prefeito Angelo Oswaldo a Miguel Burnier já estão agendadas para os próximos dias. Participaram desse primeiro encontro o secretário da Casa Civil, Zaqueu Astoni, o coordenador de Relações Institucionais e Responsabilidade Social da Gerdau, Bruno Castilho, e o gerente de Sustentabilidade, Francisco Couto.

Angelo Oswaldo e Wendel Gomes. Goto de Neto Viana

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.