Blima Bracher

Livro comemora os 63 anos da Fundação Gorceix

A Fundação Gorceix (FG), criada em18 de abril de 1960 por um grupo de ex-alunos da Escola de Minas, comemora seu aniversário em grande estilo, com o lançamento do livro “Gorceix”, escrito pelo historiador Uoster Zielinsk (foto abaixo):        O evento será prestigiado com a presença de descendentes do professor francês Claude- Henri Gorceix, criador da Escola e que empresta seu nome à FG.  

Estarão presentes os bisnetos de Gorceix, Stéphane DIRCKS-DILLY, Mme. Anne Coffin, e seus 2 filhos Benoît e Édouard Coffin, que vieram da França especialmente para o evento.

Durante a comemoração, como já é tradição, também serão entregues honrarias a personalidades e instituições que fizeram e fazem parte da história da entidade.

O evento será no dia 14 de abril, às 16h30, no Auditório Engenheiro Israel Pinheiro, na sede da FG, à Rua Carlos Walter Marinho Campos, 57 – Vila Itacolomy – Ouro Preto

Sobre a Fundação Gorceix

A FG é uma entidade jurídica de direito privado, sem fins lucrativos, de utilidade públicam, para fins de pesquisa científica e tecnológica, de assistência social, educação, cultura e de incentivo a atividades voltadas para o desenvolvimento industrial brasileiro, priorizando, em seus projetos contratados, a participação de professores e alunos da Escola de Minas/UFOP.

A Instituição sempre se adaptando à evolução dos tempos e à demanda da comunidade, ampliou sua ação social para, além da assistência aos alunos carentes da Escola de Minas, à população menos favorecida de Ouro Preto e região. Passou também a ser uma Fundação de apoio à Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP) e ao Instituto Federal de Educação Tecnológica (Campus Ouro Preto).

De acordo com suas finalidades estatutárias, a Gorceix é ainda um instituto de pesquisa em tecnologia, contando com um Campus Tecnológico, o CT³, no bairro Bauxita próximo à sua sede principal, onde conta com laboratórios para atender às demandas das empresas minero-metalúrgicas 

Ação social na comunidade de Ouro Preto

     Nos últimos anos, explica o professor Cristovam Paes de Oliveira, presidente executivo da Instituição, “estendemos a assistência social a algumas entidades filantrópicas de Ouro Preto, como a Fundação Sorria, a APAE, o Asilo da Sociedade São Vicente de Paula, a Santa Casa de Misericórdia. Entre outras ações, a FG em parceria com a UFOP e a Prefeitura de Ouro Preto, com o Pré-Vestibular Humanista, que ministra aulas às pessoas carentes que querem entrar em uma Universidade”. 

Atenção aos alunos da Escola de Minas

Aos alunos carentes da Escola de Minas/UFOP são oferecidas bolsas, que auxiliam na sua manutenção em Ouro Preto, além de assistência médica, odontológica, psicológica. A eles também é oferecida complementação acadêmica e capacitação profissional com cursos específicos e estágios, preparando-os para o mercado de trabalho após a formatura.

Criação de novas tecnologias

A FG conta com Departamentos Temáticos que, com seus pesquisadores, professores e técnicos, geram conhecimentos científicos e tecnológicos de ponta no campo das engenharias.  Utilizando equipamentos de última geração, em laboratórios próprios, instalados no Campus CT³, esses profissionais elaboram e executam projetos em parceria com inúmeras empresas mínero-metalúrgicas e órgãos públicos. Além de criar novas tecnologias, esses projetos garantem os recursos financeiros para a Fundação Gorceix aplicar em suas ações sociais. 

Recursos próprios para as ações sociais

Destacamos duas particularidades. A primeira é o chamado “espírito de Gorceix” que busca por nivelar – por cima – todos os alunos da instituição, proporcionando aos que têm menos condições econômicas terem a mesma condição estudantil dos mais favorecidos. 

E a segunda é que a Gorceix não busca recursos públicos para essa atuação social. Busca financiamento em empresas privadas e estatais, nacionais e internacionais, por meio de projetos para aplicar no setor público. Ou seja, tem orçamento próprio e não conta com aportes de órgãos públicos.

Sobre o Livro “Gorceix”

Trata-se de uma biografia ilustrada escrita pelo historiador e artista plástico, Uoster Zielinsk, que conta   história do professor francês, Claude-Henri Gorceix, que a convite de Dom Pedro II, veio para Ouro Preto criar, em 1876, o que é hoje a Escola de Minas/UFOP.

Além de fundar a Escola, Gorceix foi seu diretor por 15 anos, até a queda do Império e a instauração da República. Gorceix voltou para a Europa para ser fazendeiro e se envolveu com a política local, sendo eleito prefeito por 4 mandatos da cidade de Bujaleuf.

Gorceix nunca deixou de trabalhar pelo desenvolvimento do Brasil. Ele foi nomeado pelo Governador de Minas Gerais, Bias Fortes, como Inspetor Geral do Ensino Agrícola do Estado de Minas Gerais. A nova empreitada não obteve sucesso por causa da instabilidade política do país.

 Mesmo após a sua morte, em 1919, Gorceix não foi esquecido por sua grandiosa obra no Brasil por meio das várias homenagens no Brasil e na Europa. E em 1970, nas comemorações do 94º aniversário da Escola de Minas, seus restos mortais foram transferidos para Ouro Preto, onde repousam no Mausoléu do Gorceix, localizado no primeiro prédio da Escola de Minas.

Sobre o autor

Uoster Zielinski é natural de Farroupilha – RS e, depois de décadas morando em Belo Horizonte, se sente um verdadeiro mineiro, assim como Gorceix foi afetuosamente considerado por D. Pedro II. 

Graduado em Desenho e Pintura pela Escola de Artes Visuais da UFMG, publicou pela Miguilim, em 2022, o livro infantil Se o Jorge fosse um porco, ele seria bonito. Uoster desenvolve projetos de comunicação junto à Fundação Gorceix desde 2003 e esta biografa coroa esse trabalho.com #blimabracher http://@blimabracher

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Categorias:
Em Ouro Preto

Comentários

Subscribe
Notify of
guest
1 Comentário
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Leidiane Braga

Onde adquiro o livro?