Blima Bracher

Equipe discute conexão Confins / cidades históricas

Conexão entre aeroporto de Confins e cidades históricas vai aquecer turismo e economia na região dos Inconfidentes

Um projeto para integrar os destinos do circuito turístico das cidades históricas de Minas Gerais ao aeroporto de Confins está sendo desenvolvido pela Secretaria de Estado de Cultura e Turismo em parceria com o Grupo Itapemirim e participação da Associação das Cidades Históricas de Minas Gerais.

“É uma conquista importante que começou há dois anos, no contato da Secretaria de Turismo de Ouro Preto à época com o aeroporto de Confins, e agora, com a gestão do secretário de Estado de Cultura e Turismo, Leônidas Oliveira, junto a Associação das Cidades Históricas, de fato se concretiza. É uma grande conquista para o turismo. Para o reaquecimento da atividade turística será essencial essa linha entre Confins e as cidades históricas”, destacou o secretário de Governo em Ouro Preto, Felipe Guerra.

Intitulado de Conectividade Aeroporto Cidades Históricas via Itapemirim – Aéreo e Rodoviário, o programa em sua fase inicial contará com nove rotas principais integrando 42 cidades mineiras e está sendo estruturado em conjunto com as operadoras de turismo. “Essa iniciativa de transporte direto para a cidade de Ouro Preto irá melhorar o nosso fluxo turístico, possibilitando uma abertura ao turismo internacional que hoje encontra uma série de dificuldades para chegar à nossa cidade”, destacou Zaqueu Astoni, secretário da Casa Civil de Ouro Preto.

Tal integração consiste em um bilhete único integrado. As bagagens serão transferidas diretamente dos aviões para os ônibus que farão o transporte dos passageiros para as cidades históricas, como acontece nas conexões aéreas.

O secretário de Turismo, Indústria e Comércio de Ouro preto, Rodrigo Câmara, ressaltou a importância do projeto e comentou sobre o planejamento em um cenário pós-pandemia. “Algumas das minhas sugestões é que Ouro Preto comece a ser divulgado não só pelo destino, mas também pelos eventos, como festivais, então a cidade passa a ser comercializada imageticamente. Um acordo foi feito na última reunião para que os calendários de Minas Gerais sejam trabalhados de uma forma concisa e elaborada a fim de que se possa, de fato, ter produto para vender”.

O prefeito Ângelo Oswaldo participou da reunião de planejamento mercadológico com o secretário de Turismo, Indústria e Comércio, Rodrigo Câmara. http://www.ouropreto.mg.gov.br

Fotos: Divulgação SECULT

Equipe discute conexão entre Confins e cidades históricas

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments