Blima Bracher

Bolsa Esporte volta a beneficiar Ouro Preto

Imagem: Peterson Bruschi

Diminui o estresse, melhora a imunidade e proporciona vida longa. Esses são alguns dos benefícios alcançados com a prática de atividades físicas. Reconhecendo e valorizando o bem-estar que o esporte proporciona, a Prefeitura participou ontem, 8 de maio, da assinatura do Termo de Adesão do Bolsa-atleta. Trata-se de um documento que contém as normas a serem seguidas pelos beneficiados.

Também estiveram presentes no evento,  a equipe da secretaria de Esportes, os professores José Porfírio e Bruno Barros (membros da comissão), além dos contemplados e seus familiares.

O prefeito Angelo Oswaldo relembrou que o programa foi criado em seu governo anterior e comemorou a retomada. “Nós conseguimos relançar o Bolsa-atleta atendendo aos desportistas, para que tenhamos mais atletas participando de competições e mostrando toda garra, talento e força dos ouro-pretanos”, disse o prefeito. Já a vice-prefeita Regina Braga reconheceu a necessidade desse apoio, e destacou: “Além de levar o nome de Ouro Preto a vários locais, dentro e fora do país, o esporte é saúde, legado e disciplina. Parabéns à Secretaria de Esportes e aos nossos atletas. Que no próximo ano tenhamos mais recursos para compensar toda essa dedicação de vocês.”

Para Wagner Melo, secretário de Esportes, a volta do programa é um sonho realizado, fruto de um trabalho iniciado em 2022. “Sabemos que muitos atletas não conseguem participar das competições pelo alto custo, e o Bolsa-atleta vem para auxiliar nisso. Mas temos o sonho de atender também os atletas que não são de alto rendimento, mas praticam esporte”, disse o secretário.

Pedro Emanuel, de 12 anos, comemorou o benefício e reforçou que, agora, ele conseguirá disputar os torneios: “É um incentivo para me esforçar mais e participar de mais competições”.

Dos 33 inscritos, 15 foram contemplados por atenderem aos requisitos estabelecidos no Decreto publicado em dezembro de 2022.

Como funciona:

As bolsas serão pagas em 12 parcelas para atletas de alto rendimento nas seguintes categorias: internacional (2), estadual (5) e nacional (8).

Para solicitar o benefício, o atleta deve ser ouro-pretano ou, se morar em cidades vizinhas, precisa competir pelo Município de Ouro Preto. Além disso, ele precisa se classificar, no mínimo, em terceiro lugar de uma competição expressiva. As demais condições podem ser conferidas no Decreto.

Texto: Vanência Magela / Revisão: Victor Stutz

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments