Blima Bracher

Antiga linha férrea pode religar Ouro Preto e BH

Antiga linha férrea entre Ouro Preto e Belo Horizonte será reativada

Para o prefeito de Ouro Preto, Angelo Oswaldo, “o trem de ferro é a marca de Minas Gerais. Ele é um grande transportador de cargas e é importante sua retomada como uma alavanca do nosso progresso, mas no caso de Ouro Preto, também queremos esse trem para incrementar o turismo e ligar os nossos distritos”.

Por isso, o secretário de Turismo de Ouro Preto, Rodrigo Câmara, solicitou videoconferência com o setor ferroviário e autoridades de Belo Horizonte e Ouro Preto para obterem um parecer das condições em que se encontra o trecho. Foram informados de que o plano estratégico ferroviário já está em fase conclusiva. No entanto, alguns trechos foram devolvidos pelas concessionárias e o registro mais recente, data de 2013, portanto, uma grande defasagem que trouxe prejuízos à implantação desses projetos, a julgar pelos custos que aumentaram até hoje.

A vice-prefeita Regina Braga lembro-se da época em que a linha férrea funcionava : “Eu já andei nesse trem enquanto criança e hoje, meu distrito existe por conta dessa ferrovia, tanto que ela leva o nome do engenheiro responsável pela construção, o Engenheiro Correa. Com ela nós tínhamos um progresso, um incremento econômico muito interessante na região. Então, é um sonho nosso que essa ferrovia seja reativada e, em termos de desenvolvimento social, econômico e turístico é fantástico. Mais um investimento que nós estamos tentando retornar para o nosso município”.

Pars o secretário de Turismo, Rodrigo Câmara, demonstrou pressa para que o processo seja concluído:“Entendemos a demora natural desse tipo de processo, aliada ao cenário atual dessas linhas férreas, mas anseio para que os projetos sejam entregues em prazos mais curtos, na medida do possível. Minha intenção é unir forças e construir caminhos mais positivos”.

Ainda férrea proporcionará um avanço socioeconômico, cultural e poderá explorar de maneira mais ampla as potencialidades turísticas entre Ouro Preto e Belo Horizonte.

Estiveram presentes no encontro, o procurador do Município, Diogo Ribeiro, os secretários da Casa Civil, Zaqueu Astoni, de Governo, Felipe Guerra, de Agropecuária, Fabrício Gonçalves, o vereador Renato Zoroastro, representantes do Circuito Serra de Minas, o presidente do Instituto Cidades, André Tenuta, bem como membros interessados pela revitalização da linha férrea de Minas Gerais.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.