Blima Bracher

Aleijadinho em 3D: oficina recriada e até a figura do mestre

Santuário de Congonhas

Aleijadinho, considerado o maior escultor brasileiro vai ganhar exposição de suas peças em 3D , o que vai proporcionar experiência interativa com as obras do escultor e arquiteto do Brasil colonial. Ouro-pretano , Antônio Francisco Lisboa, ou Aleijadinho é o responsável por obras-primas do barroco colonial mineiro. A exposição, prevista para setembro, passará pelas principais cidades onde o mineiro deixou suas maravilhas: Congonhas, Sabará, Mariana e se encerra em Ouro Preto na semana do Mestre do Barroco Mineiro.A exposição trará também ainda aspectos da vida do artista como sua família e a doença que gerou o apelido pelo qual ficou conhecido até hoje. O diretor do projeto é Francisco Almeida, sócio do Studio carioca Kwo XR de realidade aumentada. Ele conta que : “a ideia de criar o projeto Aleijadinho VR surgiu do desejo de unir tecnologia e cultura. Nós do Studio Kwo trabalhamos com realidade virtual já há mais de cinco anos e essa ferramenta, essa mídia da realidade virtual, ela é maravilhosa, porque ela permite com que as pessoas se sintam dentro de uma experiência, que elas tenham interações, que elas realmente consigam ter um papel lá dentro, não apenas assistir, mas vivenciar alguma coisa. Então, a gente sempre teve vontade de trabalhar com o nosso patrimônio histórico. Posso adiantar que você vai conhecer a oficina e o Ateliê do Aleijadinho, que está sendo recriado com a ajuda de historiadores. Quem sabe até vai ter um encontro com o próprio Aleijadinho numa atmosfera de mistério que persiste até hoje. http://www.ouropreto.mg.org.br

Os pesquisadores da empresa http://@kwoxr, Jorge e Francisco Almendra, no http://@pousodochicorey

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.