Blima Bracher

Minas fica mais pobre com o falecimento de Olavo Romano

Tido como um grande exemplo e chamado de pai e irmão por membros da Academia Mineira de Letras, o ex-presidente emérito da casa, olavo Romano, deixa um vazio enorme, não só por sua capacidade intelectual, quanto por sua alegria , generosidade infinita e gargalhadas inesquecíveis. Seu bom humor se extendeu a sua grande obra Literária, elevando o nível Literário do Brasil. Exímio contador de casos, sua presença contagiante será sentida, com seu falecimento no dia de hoje.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Comentários

Subscribe
Notify of
guest
2 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Adilson Elpídio Daros

Muito obrigado pelo seu legado. Contei ontem um “causo” de um de seus livros, para pessoas não o conheciam.

Marcelo Galuppo

Olavo era uma pessoa extremamente generosa, divertida, inteligente, um dos responsáveis pela importância que a AML tem hoje. Fará muita falta no cenário literário.